desafio de costura histórica, Século 14, Século 15, Vestuário

Chemise medieval – projeto de janeiro do Desafio de Costura Histórica

O tema de janeiro do Desafio de Costura Histórica 2021 é roupa íntima e chegou a hora de mostrar o resultado do meu projeto do mês: uma chemise medieval.

A chemise, também chamada de shift ou smock, é a principal roupa íntima não só da Idade Média, mas dos séculos seguintes. A peça é a primeira camada de roupa e protege não só a pele, mas também ajuda na conservação das peças externas. 

A chemise é basicamente um camisolão feito com peças retangulares de tecido – no caso da Idade Média, linho ou cânhamo. A peça passou ao longo dos séculos por variações principalmente na gola, no comprimento e nas mangas.

Como meu principal recorte histórico são os séculos 14 e 15, escolhi fazer uma chemise do período. Ou seja, um modelo com mangas compridas e um decote amplo – adequado para os vestidos do período.  

Eu já falei um pouco sobre a chemise no texto sobre roupas íntimas medievais, então se você quiser ver mais referências e informações, dá uma olhadinha lá. 

Fazendo minha chemise medieval

Antes de mais nada, preciso confessar que o tema de janeiro do Desafio de Costura Histórica foi perfeito para consertar uma falha minha: não ter uma chemise medieval básica. 

Pois é… Em vez de começar pelo mais simples, eu optei por fazer primeiro uma roupa íntima com sustentação para os seios. Que é sim um modelo adequado para o fim do século 14 e século 15, mas que acaba sendo uma peça mais específica e complexa.

Então essa chemise medieval veio em um ótimo momento… É hora do voltar para o básico!

Materiais: 

Para fazer minha chemise medieval, utilizei dois metros e meio de cambraia de linho misto. A ideia inicial era fazer com linho misto (que já é um tecido bem fresco), mas acabei optando pela cambraia que é ainda mais fina, um pouco transparente e, claro, ainda mais fresquinha. 

Para costurar, usei linha branca de costura. Como era uma linha que eu já tinha em casa, não tenho certeza se era de algodão ou poliéster. De qualquer forma, passei cera de abelha para deixar a linha mais resistente e facilitar a costura.

Ao todo, gastei cerca de R$75 reais na compra dos materiais. 

Molde:

Fiz o molde com base nas instruções do  livro “The Medieval Tailor’s Assistant” e também consultei o tutorial da Morgan Donner. Você pode assistir o vídeo aqui

A chemise é composta por uma peça retangular de tecido que, dobrada ao meio forma a frente e as costas. Inseri duas nesgas (gores) em cada uma das laterais para deixar a peça mais ampla. 

As mangas também são feitas a partir de peças retangulares de tecido, sem cava. Acrescentei pequenos pedaços retangulares de tecido na região das axilas – eles são chamados de gussets e ajudam a dar mais mobilidade ao braço. 

Tempo de trabalho:

Já falei algumas vezes que sempre esqueço de contabilizar o tempo que levo para fazer uma peça. Mas dessa vez anotei direitinho: foram cerca de 28 horas

Eu comecei a chemise medieval no dia 11 de janeiro e terminei no dia 23, sendo que a maior parte do trabalho foi feita nos dois fins de semanas desse período. 

Técnicas:

Eu comecei a juntar as nesgas ao retângulo principal da peça na máquina de costura, mas depois mudei de ideia e fiz o resto das costuras à mão, usando o ponto atrás. Depois disso, fiz todos os acabamentos internos à mão, utilizando o ponto de bainha. 

Resultado

Em um primeiro momento, eu achei que tinha exagerado no decote e que a chemise tinha ficado muito aberta nos ombros. Mas depois de testá-las com alguns kirtles, percebi que a abertura do decote estava correta.

De forma geral, a peça ficou super fresca e confortável. E claro, perfeita para ser usada como uma roupa íntima adequada para os meus trajes dos séculos 14 e 15. 

E você… também está participando do Desafio de Costura Histórica 2021? Conte nos comentários qual o seu projeto e não esqueça de usar as hashtags #Dchbr2021 e #Dch2021Janeiro na hora de postar suas criações.

E se você quiser saber quais são os próximos desafios, confira a lista completa de temas aqui.

Um comentário em “Chemise medieval – projeto de janeiro do Desafio de Costura Histórica”

  1. Roupa de fantasma como diz o esposo…. 😂 Adoro, roupa favorita da vida. E acabei que fiquei bem mais confortável com o linho direto na pele do que achei que seria, por causa da aspereza da fibra. Mas ainda quero um de tecido mais fino um pouco pra por no set do séc 14. 😁❤️

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s