desafio de costura histórica

Silhueta: dicas e inspirações para o Desafio de Costura Histórica de fevereiro

Começamos mais um mês e com ele um novo tema do Desafio de Costura Histórica 2021. O desafio de fevereiro é silhueta. Afinal, toda época tem uma silhueta e algumas técnicas e/ou peças para construí-la. 

Algumas silhuetas são construídas com peças estofadas (pense em suportes de mangas e almofadinhas vitorianas, por exemplo) e armações (crinolinas, paniers, merinaques), mas outras são marcadas com cintos e faixas. Qualquer peça que seja usada para criar a silhueta de um determinado período é bem-vinda aqui.

Períodos como o século 19, por exemplo, têm várias peças específicas para modificar a silhueta – aumentando ou diminuindo o volume de partes do corpo.

Na Idade Média as coisas são um pouco diferentes e as alterações no formato do corpo se dão pelo modo como a roupa é costurada, pelo uso de cintos, etc. Ou seja, talvez o tema de fevereiro seja um dos mais abertos à interpretação – pelo menos para trajes medievais.

Mas calma. Existem várias opções de projetos de costura de trajes da Idade Média que se encaixam nesse tema e eu vou mostrar ao longo deste texto algumas inspirações para você explorar sua criatividade no Desafio de Costura Histórica de fevereiro. 

Peças íntimas de sustentação

Para começar, uma boa opção de projeto relacionado ao tema de silhueta são as chemises dos séculos 14 e 15 feitas para dar algum tipo de sustentação para os seios.

Eu já fiz um modelo semelhante baseado nas chemises sem mangas que podem ser vistas em manuscritos como a Bíblia de Wenceslaus IV, de 1389. 

Você pode ler o texto completo aqui: Como fiz uma roupa íntima medieval com sustentação para os seios

E claro, não podemos esquecer da chemise com bojo para os seios encontrada no Castelo de Lengberg, na Áustria, e datada do final do século 15. 

Você pode ler mais sobre ela no paper da Beatrix Nutz, pesquisadora da Universidade de Innsbruck, que liderou a pesquisa que encontrou os fragmentos têxteis no castelo.

Faixas e cintos

Outra peça simples mas essencial para construção da silhueta de diferentes períodos da Era Medieval são os cintos. Estreitos, largos, de couro, feitos com  a técnica de tablet weaving, adornados com pedrarias… São muitas as opções de cintos ao longo da Idade Média e sua variedade de uso também é grande. 

Pense nas faixas de tablet weaving que compõem um traje da era viking, nos cintos largos do século 15 que marcam a cintura logo abaixo dos seios e são imprescindíveis para dar ao houppelandes sua silhueta característica. 

Links úteis:

Mangas gigantes

Quando falamos em silhueta medieval, outro ponto importante são os diferentes formatos de mangas, principalmente aquelas gigantes que aparecem de formas variadas ao longo dos séculos. 

Uma opção para o seu projeto de fevereiro é construir uma peça marcada por mangas amplas.  Não faltam opções: os bliauts do século 12, os vestidos italianos do final do século 14, os houpellandes do século 15 e muito mais. 

Veja abaixo algumas imagens dos bliauts do século 12 e suas mangas amplas:

Esses vestidos italianos do final do século 14 também são um exemplo de peça que chama a atenção pelas mangas amplas:

Alguns exemplos de houppelandes masculinos e femininos:
(Repare nos cintos e em como eles ajustam a silhueta da peça)

Peças ajustadas

Você também pode seguir o caminho oposto. Em vez de fazer uma peça que amplia ou modifica a silhueta, construir um traje mais ajustado, que compõe uma silhueta mais justa.

Aqui não faltam opções. Kirtles e cotehardies são alguns exemplos de vestidos femininos dos séculos 14 e 15 bem ajustados na região do tronco e dos braços. 

Leia também: Fiz um kirtle (vestido dos séculos 14 e 15) em 15 dias: veja como foi

Já no caso dos homens, um bom exemplo são os hoses: aquelas “calças” bem justinhas que nada mais são do que uma grande meia que foi subindo até chegar no quadril.

Você pode conferir o tutorial de hoses da Morgan Donner aqui.

Além disso, também é possível optar por um cotehardie masculino ou um doublet (também chamado de pourpoint ou gambeson) que é uma jaqueta justa usada como peça de proteção. 


Aproveite para explorar uma técnica específica

Todos os exemplos que eu citei até aqui são de peças de vestuário – algumas mais simples, outras mais complexas.  

Mas você também pode aproveitar o desafio de silhueta para treinar uma técnica específica relacionada a alguma silhueta. Algumas opções: 

  • A manga em S ou a modelagem grande assiette, que são algumas formas de garantir mangas justas e com mobilidade;
  • Os gores, que são as nesgas que ampliam as saias de vestidos e túnicas medievais;
  • O molde do seu tronco. Quer algo mais relacionado à silhueta do que fazer o molde para usar como base de cotehardies e vestidos?  Criar o seu próprio mock-up facilita muito a sua vida na hora de criar peças ajustada.

O livro The Medieval Tailor´s Assistant tem um passo a passo de como fazer o molde do tronco  – e eu espero escrever um post sobre isso em fevereiro também.

Aliás, os livros The Medieval Tailor´s Assistant e História do Vestuário são boas referências para o desafio de fevereiro, pois têm informações e moldes sobre a maioria das peças citadas neste texto.

Dicas gerais para o seu projeto:

Está em dúvida sobre qual tecido usar?
Confira o texto Tecidos para roupas medievais: quais usar e como adaptar?

Quer fazer um projeto que não seja da Idade Média?
Confira o texto d’ A Modista do Desterro com inspirações para vários períodos: Inspirações para Fevereiro: Silhueta | DESAFIO DE COSTURA HISTÓRICA 2021

Como e onde postar meu projeto?
Você pode postar o resultado do seu projeto em qualquer rede social utilizando as hashtags #DCHBR2021 e #DCH2021FEVEREIRO ou em seu blog ou canal. 

Ainda está com dúvidas?
Não hesite em entrar em contato comigo aqui pelos comentários do blog, ou pelas redes sociais da Merlim Crafts. Eu terei o maior prazer em te ajudar! 

Veja todos os temas do Desafio de Costura Histórica 2021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s